Representantes da Undime tomam posse em comissões que discutem educação quilombola e étnico-racial

Com objetivo de empossar representantes (titulares e suplentes) da Comissão Nacional de Educação Escolar Quilombola (CONEEQ) e da Comissão Nacional para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana (Cadara), o Ministério da Educação (MEC) realizou nesta terça-feira ,11 de julho, em Brasília, o encontro “Pensar e fazer a educação nas relações étnico-raciais e educação escolar quilombola: revisitando o plano nacional”.

Na reunião, também foi avaliado os avanços realizados nos sete eixos previstos no Plano Nacional de Implementação das Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação das Relações Étnico-Raciais, o Plano ERER.

A Undime foi representada na Cadara pela Dirigente Municipal de Educação (DME) de Araraquara/SP, Clélia Mara dos Santos, como titular e pela DME de Castro Alves/BA, Fernanda Rodrigues de Brito Carvalho, suplente.

Para Clélia Mara esse retorno da Cadara é fundamental para a discussão sobre racismo e equidade. “Para nós que estamos na educação básica é um momento importante para reflexão sobre o que estamos fazendo sobre questões antirracistas nas escolas. Precisamos projetar para todo o universo da educação esse debate e para as relações sociais, promovendo assim, uma rica discussão sobre as questões étnico-raciais”, disse.

Já na CONEEQ, que tem o objetivo de  assessorar o MEC na formulação de políticas para a Educação Escolar Quilombola, a Undime tem os seguintes representantes: o Dirigente Municipal de Educação de Aratuípe/BA e presidente da Undime Bahia, Anderson Passos dos Santos e como suplente, a DME de Castanhal/PA e presidente da Undime Pará, Claudia Alaine Gomes Seabra.

“Essa Comissão é muito importante. Precisamos de políticas públicas com essa temática, pois é necessário valorizar a cultura e a história do povo que ajudou muito na formação do Brasil”, comentou Anderson Passos.

O MEC foirepresentado pelasecretária de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi),Zara?Figueiredo; a secretária de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres), Helena Sampaio; a presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Mercedes Bustamante; e a diretora de Políticas de Educação Étnico-Racial e Educação Escolar Quilombola da Secadi, Lucimar Rosa Dias.

Fonte/Foto: Undime

Deixe um comentário

Facebook
YouTube
Instagram