Divulgado resultado da 2ª etapa do Censo Escolar 2022

Os resultados da segunda etapa do Censo Escolar da Educação Básica 2022 (Situação do Aluno) revelaram uma redução nas taxas de aprovação na rede pública em todas as etapas de ensino em comparação com o ano de 2021. Essa fase trata do rendimento e movimento escolar dos estudantes declarados na primeira etapa da pesquisa. Apesar da queda nos percentuais, o indicador revelou que os números ainda são superiores aos de 2019, antes da pandemia de covid-19.

A 2ª etapa da pesquisa do Censo Escolar reúne informações como o percentual de aprovados ou reprovados, e de alunos que deixaram de frequentar a escola, foram transferidos ou faleceram até o término do ano letivo de 2022. As taxas de rendimento escolar foram divulgadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) na sexta-feira, 19 de maio. As planilhas estão disponíveis no portal da Autarquia e no Sistema Educacenso.

Anos iniciais do fundamental – A taxa de aprovação da rede pública na etapa de ensino (1º ao 5º ano), que era de 94,3% em 2019, passou para 98,9% no primeiro ano da pandemia. Em 2021, esse percentual caiu para 97,3% e, em 2022, continua apresentando uma tendência de queda, chegando a 95,3%. Apesar da redução nos últimos dois anos, a taxa segue superior à observada em 2019. Já nas escolas particulares, o índice foi de 99,1% de aprovados, em 2022, permanecendo estável em relação à edição de 2021 e acima da verificada em 2019 (98,8%).

– Em 2022, as taxas de reprovação e abandono na rede pública foram de 4,2% e 0,5%, respectivamente.
– Os percentuais também estão próximos dos verificados em 2019, quando alcançavam 5,1% e 0,6% dos alunos, respectivamente.
– Na rede privada, o resultado das reprovações oscilou de 0,7% para 0,8%, e de abandono de 0,2% para 0,1%.

Gráfico-Censo_01.gif

Anos finais do fundamental – Os números relacionados aos alunos do 6º ao 9º ano apresentaram um comportamento muito similar ao verificado nos anos iniciais.

– No período pré-pandemia, em 2019, o índice de aprovação era de 88,6% na rede pública.
– Em 2020, passou para 97,7% e, em 2021, caiu para 95,2%.
– Neste ano, novamente houve queda para 91,0% de estudantes aprovados.
– Na rede privada, apesar da queda de 0,4% no último ano, a taxa passou de 98,6% em 2021, para 98,2% em 2022, mas segue superior à observada em 2019 (97,1%).

Apesar do aumento verificado nos dois últimos anos nas taxas de reprovação dos anos finais nas redes pública e privada, chegando respectivamente a 6,8% e 1,7% em 2022, ambas seguem abaixo do patamar observado em 2019 (9,2% e 2,7%, respectivamente). A taxa de abandono dos anos finais em 2022 foi de 2,2% na rede pública e de 0,1% e na rede privada, o que representa estabilidade se a compararmos com a do ano anterior.

Gráfico-Censo_02.gif

Ensino médio – Assim como verificado nas demais etapas de ensino, a taxa de aprovação da rede pública do ensino médio apresentou um pico em 2020, no primeiro ano da pandemia de covid-19, com um índice de 94,4%, Os dois anos subsequentes registraram queda, com 89,8% em 2021 e 85,1% em 2022, o que aproximou o resultado do percentual observado em 2019 (84,7%). Na rede privada, o comportamento das taxas de aprovação também foi similar, mas com patamar de aprovação mais elevado.

– Apesar do crescimento das taxas de reprovação no ensino médio nos dois últimos anos, as taxas seguem em patamar inferior ao observado em 2019.
– Entretanto, a taxa de abandono do ensino médio na rede pública alcançou 6,5% em 2022, valor acima do observado em 2019.
– Na rede privada, que apresentou taxa de abandono inferior a 0,5% nos últimos 10 anos, o indicador alcançou 0,7%.

Gráfico-Censo_03.gif

Censo Escolar – Principal pesquisa estatística da educação básica, o Censo Escolar é coordenado pelo Inep e realizado, em regime de colaboração, entre as secretarias estaduais e municipais de Educação, com a participação de todas as escolas públicas e privadas do país. O levantamento abrange as diferentes etapas e modalidades da educação básica: ensino regular, educação especial, educação de jovens e adultos (EJA) e educação profissional.

As matrículas e os dados escolares coletados servem de base para o repasse de recursos do governo federal e para o planejamento e a divulgação de dados das avaliações realizadas pelo Inep. O censo também é uma ferramenta fundamental para que os atores educacionais possam compreender a situação educacional do Brasil, das unidades federativas e dos municípios, bem como das escolas, permitindo acompanhar a efetividade das políticas públicas.

Essa compreensão é proporcionada por meio de um conjunto amplo de indicadores que possibilitam monitorar o desenvolvimento da educação brasileira, como o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (ldeb), as taxas de rendimento e de fluxo escolar, a distorção idade-série, entre outros. Todos são calculados com base nos dados do Censo Escolar e parte deles serve de referência para as metas do Plano Nacional da Educação (PNE).

Confira as taxas de rendimento escolar
Veja as taxas de não resposta
Acesse o Sistema Educacenso
Saiba mais sobre o Censo Escolar

Fonte: Inep 
Foto: Freepik

https://www.gov.br/inep/pt-br/assuntos/noticias/censo-escolar/divulgado-resultado-da-2a-etapa-do-censo-escolar-2022

Deixe um comentário

Facebook
YouTube
Instagram