Pesquisa Desafios das Redes de Ensino durante a crise da Covid-19 – 2ª rodada

A Undime e Consed junto a instituições parceiras do terceiro setor, está coletando informações sobre a atuação das redes de ensino nesse contexto de pandemia.

Essa é a segunda rodada da pesquisa cujo objetivo é continuar acompanhando os desafios das Secretarias na oferta emergencial de atividades educativas para desenvolver soluções e materiais de referência gratuitos que possam apoiá-las, respeitando sua diversidade e peculiaridades.

O formulário deve ser respondido por Dirigentes Municipais de Educação ou equipe técnica das Secretarias de Educação, até às 14 horas, do dia 30 de abril, quinta-feira. O link para a pesquisa está hospedado no Conviva Educação: https://convivaeducacao.org.br/

Solicitamos, novamente, o apoio das seccionais na mobilização junto aos municípios para que respondam este importante instrumento.

Dúvidas podem ser enviadas para: [email protected].

Segue link com notícia no site da Undime sobre a pesquisa: https://undime.org.br/noticia/27-04-2020-16-44-participe-da-pesquisa-desafios-das-redes-de-ensino-durante-a-crise-da-covid-19

11 thoughts on “Pesquisa Desafios das Redes de Ensino durante a crise da Covid-19 – 2ª rodada

  • 4 de maio de 2020 em 11:27
    Permalink

    Uma pena, cerca de 90% dos nossos alunos não tem acesso a internet e nem possuem celular ou computadores em dias casas.

  • 4 de maio de 2020 em 13:33
    Permalink

    Desenvolver atividades pedagógicas á distância em tempos de pandemia tem sido um dos grandes desafios, tendo em vista inumeras dificuldades principalmente no que se refere ao acesso digital. Em nossa cidade, Nordestina/BA, não seria diferente. De certa forma , a Secretaria Municipal de Educação já sentou com os gestores e coordenadores pedagógicos escolares para discutir sobre o assunto, bem como apresentar plano de ação pedagógica para este momento. Tudo ainda em processo de discussão. Entretanto, algumas escolas já iniciaram o processo lentamente, visto que a maioria dos alunos nao têm acesso à internet e, Muito menos celular.

  • 4 de maio de 2020 em 14:15
    Permalink

    SUGESTÕES PEDAGÓGICAS
    Obs.: Cada unidade escolar deverá fazer uso das atividades abaixo relacionadas conforme a
    realidade e/ou nível de ensino de cada uma.
     Enviar aos responsáveis boletins com as informações necessárias e preconizadas pela
    Organização Mundial de Saúde (OMS) com relação a COVID-19;
     Enviar rotinas de aprendizagem;
     Trabalhar produções textuais;
     Desenvolver atividades específicas aos alunos da Educação Especial;
     Desenvolver atividades específicas aos alunos da Educação de Jovens e Adultos/EJA;
     Criação do “Diário de Bordo – Minha vida em tempo de Coronavírus”, onde os estudantes
    poderão relatar a rotina diária durante este período de isolamento social;
     Para os pequenos da Educação Infantil, os pais ou responsáveis terão acesso a
    brincadeiras que podem ser realizadas com a utilização de materiais de uso domésticos,
    e dicas de filmes;
     Criar grupos de Whatsapp por meio dos quais os professores enviam apostilas, roteiros
    de estudos e orientações de realização das atividades;
     Enviar material impresso para estudo aos alunos que não têm acesso a internet;
     Realização de lives com temáticas educacionais;
     Produção de vídeo-aulas;
     Disponibilizar livros e/ou gibis literários aos alunos por meio de diferentes veículos;
     Disponibilizar e-books literários ou com temáticas relacionadas aos componentes
    curriculares;
     Recomendar filmes de caráter educativo;
     Orientar as famílias a desenvolverem atividades domiciliares tais como:
    (i) assistir a programas educativos junto às crianças,
    (ii) realizar momentos de brincadeiras com os filhos (bola de gude, amarelinha,
    brincar de “capitão”, pular corda, etc.),
    (iii) contação de histórias,
    (iv) realizar atividades de artes (pinturas, construção de brinquedos com materiais
    recicláveis, etc.),
    (v) jogos e brincadeiras de faz de conta (mímicas, caça ao tesouro, montagem de
    quebra-cabeças, bola de sabão, produção de boliche caseiro, etc.),
    (vi) criar momentos prazerosos (pais e filhos na cozinha);
    (vii) criação de mini hortas (utilizar potinhos que seriam descartados na cozinha);
    (viii) envolver os filhos nas tomadas de decisões.

  • 4 de maio de 2020 em 14:30
    Permalink

    A Secretaria Municipal de Educação do município de Capim Grosso, tem desenvolvido atividades junto a sua rede de ensino onde professores, alunos demais profissionais da educação interagiram nas mais diversas formas. Desde vídeos educativos, atividades orientas por meio de rede de internet.Tem sido um experiência gratificante porque assim pudemos estar mais próximos de nossos alunos e profissionais mesmo que virtualmente.

  • 4 de maio de 2020 em 15:06
    Permalink

    Olá! Estamos muito preocupados conto ao retorno das aulas, e que iremos fazer para compensar os dias de suspensão.
    Conto com a colaboração e apoio de todos.

  • 4 de maio de 2020 em 16:24
    Permalink

    A Secretaria Municipal de Educação de Ubaitaba traçou um Plano de Ação com o objetivo de minimizar a “quebra” no processo de ensino e aprendizagem dos nossos alunos, ao mesmo tempo em que não podíamos deixar que a escola perdesse esse vínculo com a criança.
    Estamos caminhando com uma proposta de atividades virtuais, considerando os direitos de aprendizagem, as competências e habilidades de cada segmento, sem levar em consideração a seriação.
    Os direitos de aprendizagem, as habilidades e competências assegurados nas atividades, as quais estão organizadas por segmento, perpassa por todos os anos de cada etapa de ensino.
    Nesse primeiro momento, não objetivamos computadar essas atividades como carga horária, nem tão pouco como um instrumento avaliativo. Mas esse plano de ação nos proporcionou uma análise sobre a realidade do nosso município em relação ao acesso a internet pelos nossos alunos, o que possibilita pensar estratégias viáveis para alcançarmos resultados significativos e efetivos em relação aos processos de aprendizagem nesse período de pandemia.

  • 4 de maio de 2020 em 16:27
    Permalink

    A Secretaria Municipal de Educação de Ubaitaba traçou um Plano de Ação com o objetivo de minimizar a “quebra” no processo de ensino e aprendizagem dos nossos alunos, ao mesmo tempo em que não podíamos deixar que a escola perdesse esse vínculo com a criança.
    Estamos caminhando com uma proposta de atividades virtuais, considerando os direitos de aprendizagem, as competências e habilidades de cada segmento, sem levar em consideração a seriação.
    Nesse primeiro momento, não objetivamos computadar essas atividades como carga horária, nem tão pouco como um instrumento avaliativo. Mas esse plano de ação nos proporcionou uma análise sobre a realidade do nosso município em relação ao acesso a internet pelos nossos alunos, o que possibilita pensar estratégias viáveis para alcançarmos resultados significativos e efetivos em relação aos processos de aprendizagem nesse período de pandemia.

  • 4 de maio de 2020 em 18:01
    Permalink

    Nos deparamos com grandes desafios a serem enfrentados, principalmente o de proteger a vida e ao mesmo tempo lidar com as questões socioemocionais, socioeconômicas frente a essa configuração atual.
    Os alunos já têm enfrentado inúmeros desafios oriundos da dimensão de desigualdade social, além disso, a falta de rotina com a paralisação das aulas agrava a situação, visto que exige das famílias um esforço para lidar com as crianças e adolescentes mais tempo em casa, principalmente, sabendo que não há a mesma estrutura ou espaço adequado para se estabelecer uma nova dinâmica no contexto familiar. Diante da incerteza sobre quanto tempo essa situação vai se prologar, a Secretaria Municipal de Educação decide criar estratégias conjuntas com ênfase na diminuição do impacto da interrupção das aulas presenciais na aprendizagem dos estudantes, articulando-se como veículo de informação e prevenção quanto ao covid-19, contribuindo para que o estudante faça bom uso do tempo e sem dúvidas, motivando o fortalecimento dos vínculos familiares num contexto de interação e aprendizagem.
    O município de Ichu-BA, como parte do Sistema Estadual de Educação, o município adotou como normativa, a RESOLUÇÃO CEE N.º 27, de 25 de março de 2020 no qual Orienta as instituições integrantes do Sistema Estadual de Ensino sobre o desenvolvimento das atividades curriculares, em regime especial. Para isto, a realização do mapeamento das condições de acesso dos estudantes aos recursos tecnológicos e conhecimento sobre a situação de vulnerabilidade das famílias, foi essencial para assim, definir estratégias de interação e aprendizagem que contemple a todos. A questão da desigualdade acentua o baixo acesso à internet, e é um fator que suscita indagações, principalmente de como pensar a inclusão e o princípio da equidade sem garantir o acesso a todos?
    Além da dificuldade de acesso às tecnologias por parte dos estudantes e famílias, especialmente as que vivem no campo, ou a pouca motivação cultural para utilizá-las em prol da aprendizagem, não há uma formação de professores específica que permita a todos estarem preparados para o uso das ferramentas digitais com viés pedagógico.
    Dessa forma, a partir de uma análise da realidade, foi preciso criar possibilidades de uma rede de comunicação, dialogando sobre metodologias adequadas para o alcance de todos os estudantes com alinhamento pedagógico. A opção do município foi a de mobilizar as Escolas da Rede a desenvolver atividades pedagógicas em domicílio, de forma impressa, seguindo o plano de ação elaborado para esta finalidade.

  • 4 de maio de 2020 em 19:51
    Permalink

    Momento difícil na educação! Não se encontra nada que se possa fazer para atingir 100% de aproveitamento dos nossos alunos. Precisamos unir forças para enfrentarmos essa luta!

  • 4 de maio de 2020 em 20:16
    Permalink

    O município de Riachão das Neves, inicialmente solicitamos da rede a construção de um PORTFÓLIO com a temática EU, MINHA FAMÍLIA E TODOS NÓS DIANTE DO COVID/19 CORONA VÍRUS: CONHECIMENTO EM AÇÃO! Tendo em vista (conceito, pontos a serem abordados, recursos, metodologia e avaliação). Esta atividade será proposta para o Ensino Fundamental I (1º ao 5º Ano) e II (6º ao 9º Ano). A mesma, proporcionará uma integração de vários conhecimentos/ saberes e consequentemente vários Componentes Curriculares, dialogando entre si e isso se torna muito rico no processo de aprendizagem.

  • 5 de maio de 2020 em 12:00
    Permalink

    A oferta emergencial de Atividades Educativas Domiciliares estão sendo desenvolvidas no nosso município de diferentes formas, através de materiais impressos e aulas e arquivos on line a depender de cada modalidade ou especificidades como de acesso a rede. Assim estamos atingindo todos os nossos alunos.

Deixe um comentário

Facebook
YouTube
Instagram