Educação de Cristópolis dribla pandemia com Ensino Remoto

A pandemia do novo coronavírus mudou a forma do mundo viver. As escolas foram todas fechadas para preservar a saúde dos alunos e dos profissionais da área. Em Cristópolis, no oeste baiano, a Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Educação, tomou medidas rápidas e viabilizou ferramentas para que crianças e adolescentes seguissem aprendendo. Assim, implantou em toda rede municipal o ‘Ensino Remoto’, uma modalidade de ensino domiciliar, que possibilita que as aulas/atividades sejam levadas aos alunos em suas casas. Com isso, o ensino alcançou 100% dos alunos da rede municipal e terminou o ano letivo dentro do prazo previsto, sem prejuízos para os alunos.

“Com a agilidade de todos os profissionais envolvidos, conseguimos alcançar todos esses alunos, da sede à zona rural. Nos tornamos referência nessa modalidade de ensino e hoje somos consultados sobre o assunto até mesmo por comissões a nível estadual”, diz o secretário de Educação, Flávio Vasco.

Para que o Ensino Remoto desse certo, a Secretaria de Educação aprimorou a estrutura e equipou com impressoras de grande porte, ampliou a frota de carros, dentre outras ações que deram suporte às escolas. “Foram precisos investimentos que viabilizassem a logística dos módulos de atividades impressas em todo o município. Existem lugares de difícil acesso. Mesmo nesses lugares nós chegamos com todo o material”, explica o secretário.

O município de Cristópolis possui cerca de 2500 alunos, 170 professores, 12 coordenadores, 10 diretores, dentre vários outros profissionais envolvidos no setor. “Durante a pandemia não dispensamos nenhum profissional da educação. Do professor à merendeira todos foram envolvidos no Ensino Remoto e, mesmo com todas as dificuldades financeiras que o município enfrentou, todos eles permaneceram trabalhando”, disse o prefeito Gilson Nascimento.

Suporte Psicoeducacional – Paralelo ao trabalho remoto também aconteceu o atendimento psicoeducacional. Segundo o psicólogo escolar, Rafael Mendes, esse suporte foi crucial para o bom desenvolvimento dos trabalhos. “Durante todo esse período atendi alunos, professores e outros profissionais da educação que necessitavam desse suporte. Essa pandemia afetou muito a vida das pessoas e, infelizmente, também na área da educação”, disse o psicólogo. Cerca de 30 pessoas foram acompanhadas durante esse período.

Educação 2021 – O município já se prepara para o próximo ano letivo, previsto para iniciar em 1º de março. “Não temos ainda certeza de como vai ser. Mas, a pandemia tem nos ensinado a estarmos prontos para todas as situações. Estamos estudando a melhor forma de conduzir esse novo ano e tenho certeza que dará tudo certo”, finalizou o secretário.

Atualmente, as escolas do município estão realizando as matrículas 2021, que vão até dia 05 de fevereiro. Maiores informações na Secretaria de Educação.

Ascom Prefeitura de Cristópolis

Deixe uma resposta

Facebook
YouTube
Instagram