Home / Notícia / Interiorização da Undime
BNCC, PROTAGONISMO DOS CONSELHOS E ORDENAçãO DE DESPESAS FECHAM II ITINERáRIO DA UNDIME
Publicação: 30/08/2018

A abertura do último dia do II Itinerário Formativo da Undime Bahia que aconteceu em Paulo Afonso, contou com a fala informal do Dirigente Municipal de Educação de Paulo Afonso, Severino Alves de Oliveira Lima, que ao lado do Professor Williams Panfile, Dirigente Municipal de Educação de Elísio Medrado e Presidente da Undime Bahia, deu boas-vindas aos presentes e convidou os pares para conhecer a cidade, ressaltando que “Paulo Afonso é a segunda cidade mais bonita da Bahia”, brincou.

Logo em seguida, aconteceu a primeira mesa de debate do dia, fomentando o Diálogo Formativo II, Currículo em Movimento na Bahia e no Brasil, Desafios e Possibilidades Especialistas sob a responsabilidade do Professor Doutor Roberto Sydney Macedo da UFBA.

Ele integra a Equipe de Currículo do Estado da Bahia, formado pela Undime (municípios) Estado, Secretaria da Educação e União, Ministério da Educação e Cultura.

Durante a sua fala, ele propõe a reflexão sobre o que conceitua de “glocal”, ao referenciar o local e o global, indicando que uma coisa não pode nem está dissociada da outra e portanto, não pressupõe ser discutida separadamente.

A segunda mesa de debate deste último dia do II Itinerário Formativo da Undime em Paulo Afonso, sequência a discussão do Currículo em Movimento na Bahia Brasil com o Protagonismo do Conselho Estadual de Educação e Fórum Estadual de Educação, com as falas da Presidente do CEE (Conselho Estadual de Educação) Anatércia Contreiras e o Membro do FEE (Fórum Estadual de Educação), o professor Luiz Valter de Lima com a condução da DME (Dirigente Municipal de Educação) de Santana, Lucimar de Lima Neves.

Para a Professora Anatércia, algo que tem lhe intrigado ao longo desta sua passagem pelo CEE é a MP 746 que depois foi transformada em lei, e no que trata a legislação relacionado ao Ensino Médio, que propunha um protagonismo dos conselhos, algo que para ela ainda precisa acontecer.

O professor Valter, é necessário que as políticas públicas sejam validadas por meio da participação coletiva e neste momento em que a BNCC está no processo de implantação e consequentemente de implementação, os olhares precisam ser ampliado e o foco político de direito não pode ser desprezado de forma que os agentes educativos possam participar do processo do que possa acontecer.

Finalizando o evento, o Diálogo Formativo III, teve como tema, os desafios para o Gestor Ordenador das Despesas da Educação Pública, debatido pela Especialista Avaliadora Educacional da SASE/MEC/UNDIME, Izabel Costa

Ela ressaltou a necessidade de realizar o enfrentamento para que as 16 horas aula sejam cumpridas no segundo período do ensino fundamental e por conseguinte atender o que determina a legislação, com base na Lei do Piso.

A professora Izabel acrescentou ainda que a reserva técnica é uma discussão que precisa acontecer por todos os Dirigentes Municipais de Educação, uma vez que a Lei não pode ser cumprida parcialmente.

O Professor Williams encerrou o evento, agradecendo mais uma vez a recepção e a presença de todos, ratificando de que a proposta do Undime Bahia é fortalecer os municípios por meio dos encontros territoriais e isso tem acontecido graças ao envolvimento de todos.

>>>>> Veja as Fotos

Foto: Magno Bastos - Undime Bahia