Home / Notícia / Fortalecendo os Municípios
CASA CHEIA NO PRIMEIRO DIA DO II ITINERáRIO FORMATIVO DA UNDIME EM PAULO AFONSO
Publicação: 29/08/2018

Dirigentes Municipais de Educação e Técnicos das Secretarias Municipais de Educação de 68 municípios dos Territórios de Identidade Itaparica, Sertão do São Francisco e Semiárido Nordeste II se reúnem nesta quarta e quinta-feira, dias 29 e 30 de agosto em Paulo Afonso no II Itinerário Formativo da Undime.

A abertura do evento foi agraciada com a presença de estudantes da Escola Municipal Arte Educação de Paulo Afonso que apresentaram um pouco daquilo que desenvolvem na instituição educativa que utiliza a música como fomento educativo.

Para a Gestora da escola, Tamara Mutti, a participação dos estudantes na escola de música tem proporcionado melhorias na vida dos sujeitos que participam do processo que vão para além da sala de aula.

Na mesa de abertura, Paulo Gomes Lima, Sub-Secretário de Educação de Paulo Afonso, deu boas-vindas aos presentes, ressaltando a importância de fortalecer as ações educacionais nas bases e consequentemente nas escolas.

Para o Dirigente Municipal de Educação de Elísio Medrado e Presidente da Undime Bahia, Williams Panfile Brandão, a ideia da Seccional Bahia é fortalecer os municípios por meio dos encontros territoriais e até dezembro, 16 dos 27 territórios serão atendidos in loco pela Undime.

Participaram também da Mesa de abertura Losalete Maria Souza, DME de Macureré, Coordenadora Undime no Território Itaparica, Fabíola Costa Bastos, DME de Euclides da Cunha e Coordenadora Undime no Território Semiárido Nordeste II e Dulce Leme Soares Silva, DME de Sobradinho e Coordenadora Undime do Sertão do São Francisco.

Na abertura das palestras e mesas temáticas propostas para o II Itinerário da Undime Bahia, a Professora Jequieense Doutora Maribel Barreto discorreu sobre o Currículo Escolar e Competências Socioemocionais como possibilidade para o Despertar da Consciência.

Durante sua fala, ela ratificou a todo instante a necessidade de ser a todo instante, focando sua fala de que o profissional da educação e sobretudo o professor é um exemplo pelo que acredita, e não pelo que apenas fala.

Ela falou sobre a participação da Fundação Leman na promulgação de políticas públicas na educação, salientando a imprescindibilidade de estar atento aos desafios que a educação que o mundo cotidiano tem imposto aos educador.

A primeira atividade da tarde deste primeiro dia do II Itinerário Formativo da Undime, propôs por meio de uma mesa de debate, o Diálogo Formativo I, Regime de Colaboração como possibilidade da melhoria da provisão municipal a partir da cooperação Territorial Especialista.

Discorreu sobre a temática, Professora, Doutora Márcia Portela Especialista Conviva Educação e a mediação é da Dirigente Municipal de Educação de Euclides da Cunha e Coordenadora Undime do Território Semiárido Nordeste II, Fabíola Costa Bastos.

Ela ampliou as discussões sobre a necessidade de efetivamente efetivar o regime de colaboração entre os entes federados e por conseguinte, entre as redes de ensino, colocando em prática por meio do entendimento do que é esse regime, apresentando um pouco da legislação em vigor.

A segunda mesa de debate da tarde, teve o tema, Conversas com quem gosta da gestão: Rede de comunicação e aprendizado, por meio de trocas de experiências.

O Reordenamento da Rede e aplicação da Lei Municipal, foi apresentado pela DME (Dirigente Municipal de Educação) do Município de Serra do Ramalho, Maria Aparecida. A Gestão dos Recursos Financeiros no contexto da  Plataforma Conviva, ficou sob a responsabilidade da DME do Município de Sobradinho, Ducilene Soares Silva Kestering e o FME (Fórum Municipal de Educação), para além do monitoramento e avaliação do PME, explicitado por Magno Pereira Bastos, Coordenador do FME do Município de São Miguel das Matas.

Os desafios para o Gestor Ordenador das Despesas da Educação Pública e a Recuperação dos Recursos do PNAE foi o tema discutido na terceira e última mesa de debate do primeiro dia do II Itinerário Formativo da Undime, fomentado por Paulo Lira Cavalcante, Especialista Conviva com mediação do Dirigente Municipal de educação de Macaúbas, Jonaldo Silva de Souza.

Ele falou dos vários Fundeb’s que existem no país, fundamentando as várias bases de cálculo que existem para o repasse de recursos de acordo com o número de matrículas e o local onde estão localizados os municípios.

Paulo ratificou a necessidade de refletir sobre os valores repassados por alunos aos municípios para a manutenção da alimentação escolar, indicando que o desafio para as redes municipais, capaz de minimizar estes equívocos é a matrícula na educação integral.

Dirigentes Municipais de Educação e Técnicos das Secretarias Municipais de Educação de 68 municípios dos Territórios de Identidade Itaparica, Sertão do São Francisco e Semiárido Nordeste II se reúnem nesta quarta e quinta-feira, dias 29 e 30 de agosto em Paulo Afonso no II Itinerário Formativo da Undime.

A abertura do evento foi agraciada com a presença de estudantes da Escola Municipal Arte Educação de Paulo Afonso que apresentaram um pouco daquilo que desenvolvem na instituição educativa que utiliza a música como fomento educativo.

Para a Gestora da escola, Tamara Mutti, a participação dos estudantes na escola de música tem proporcionado melhorias na vida dos sujeitos que participam do processo que vão para além da sala de aula.

Na mesa de abertura, Paulo Gomes Lima, Sub-Secretário de Educação de Paulo Afonso, deu boas-vindas aos presentes, ressaltando a importância de fortalecer as ações educacionais nas bases e consequentemente nas escolas.

Para o Dirigente Municipal de Educação de Elísio Medrado e Presidente da Undime Bahia, Williams Panfile Brandão, a ideia da Seccional Bahia é fortalecer os municípios por meio dos encontros territoriais e até dezembro, 16 dos 27 territórios serão atendidos in loco pela Undime.

Participaram também da Mesa de abertura Losalete Maria Souza, DME de Macureré, Coordenadora Undime no Território Itaparica, Fabíola Costa Bastos, DME de Euclides da Cunha e Coordenadora Undime no Território Semiárido Nordeste II e Dulce Leme Soares Silva, DME de Sobradinho e Coordenadora Undime do Sertão do São Francisco.

Na abertura das palestras e mesas temáticas propostas para o II Itinerário da Undime Bahia, a Professora Jequieense Doutora Maribel Barreto discorreu sobre o Currículo Escolar e Competências Socioemocionais como possibilidade para o Despertar da Consciência.

Durante sua fala, ela ratificou a todo instante a necessidade de ser a todo instante, focando sua fala de que o profissional da educação e sobretudo o professor é um exemplo pelo que acredita, e não pelo que apenas fala.

Ela falou sobre a participação da Fundação Leman na promulgação de políticas públicas na educação, salientando a imprescindibilidade de estar atento aos desafios que a educação que o mundo cotidiano tem imposto aos educador.

A primeira atividade da tarde deste primeiro dia do II Itinerário Formativo da Undime, propôs por meio de uma mesa de debate, o Diálogo Formativo I, Regime de Colaboração como possibilidade da melhoria da provisão municipal a partir da cooperação Territorial Especialista.

Discorreu sobre a temática, Professora, Doutora Márcia Portela Especialista Conviva Educação e a mediação é da Dirigente Municipal de Educação de Euclides da Cunha e Coordenadora Undime do Território Semiárido Nordeste II, Fabíola Costa Bastos.

Ela ampliou as discussões sobre a necessidade de efetivamente efetivar o regime de colaboração entre os entes federados e por conseguinte, entre as redes de ensino, colocando em prática por meio do entendimento do que é esse regime, apresentando um pouco da legislação em vigor.

A segunda mesa de debate da tarde, teve o tema, Conversas com quem gosta da gestão: Rede de comunicação e aprendizado, por meio de trocas de experiências.

O Reordenamento da Rede e aplicação da Lei Municipal, foi apresentado pela DME (Dirigente Municipal de Educação) do Município de Serra do Ramalho, Maria Aparecida. A Gestão dos Recursos Financeiros no contexto da  Plataforma Conviva, ficou sob a responsabilidade da DME do Município de Sobradinho, Ducilene Soares Silva Kestering e o FME (Fórum Municipal de Educação), para além do monitoramento e avaliação do PME, explicitado por Magno Pereira Bastos, Coordenador do FME do Município de São Miguel das Matas.

Os desafios para o Gestor Ordenador das Despesas da Educação Pública e a Recuperação dos Recursos do PNAE foi o tema discutido na terceira e última mesa de debate do primeiro dia do II Itinerário Formativo da Undime, fomentado por Paulo Lira Cavalcante, Especialista Conviva com mediação do Dirigente Municipal de Educação de Macaúbas, Jonaldo Silva de Souza.

Ele falou dos vários Fundeb’s que existem no país, fundamentando as várias bases de cálculo que existem para o repasse de recursos de acordo com o número de matrículas e o local onde estão localizados os municípios.

Paulo ratificou a necessidade de refletir sobre os valores repassados por alunos aos municípios para a manutenção da alimentação escolar, indicando que o desafio para as redes municipais, capaz de minimizar estes equívocos é a matrícula na educação integral.

>>>>> Veja as Fotos

Foto: Magno Bastos - Undime Bahia