Home / Notícia / Evidências a partir do SAEB
VICE-PRESIDENTE DA UNDIME PARTICIPA DE SEMINáRIO DO INEP E UNESCO EM BRASíLIA
Publicação: 23/05/2018

Cerca de 150 professores e especialistas das secretarias estaduais de educação, das seccionais estaduais da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) participaram do seminário sobre Desigualdade de Aprendizado e Infraestrutura na Educação Básica, evidências a partir do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb).

A Dirigente Municipal de Educação de Conceição do Coité e Vice-Presidente da Undime Bahia, Perpétua Boaventura representa a a Seccional Bahia na ação.

No encontro realizado nesta quarta-feira, 23 de maio, pelo Inep e pela Representação no Brasil da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO no Brasil), em Brasília (DF), foi apresentado o estudo “Desigualdade de aprendizado entre alunos das escolas públicas brasileiras: evidências da prova Brasil (2007 a 2013)” e os resultados preliminares e inéditos da pesquisa “Qualidade da infraestrutura escolar das escolas públicas da educação básica – ensino fundamental”.

A Professora Perpétua indica que a Diretoria de Avaliação da Educação Básica chama a atenção para os gestores escolares entrarem no sistema da Prova Brasil com o código do INEP da escola, CPF e Senha que usam para acessar o censo, a partir do dia 11/05/2018. Caso não consigam acessar devem verificar se os dados cadastrados  são do gestor atual ou de outro antigo e encaminhar e-mail  para o INEP com o código da escola, nome completo, CPF, email e telefone do novo gestor solicitando a resolução do problema. Email: provabrasil.resultados@inep.gov.br

Após a análise dos dados da escola os gestores deverão estar atentos ao período de solicitação das correções que por ventura sejam necessárias até 15 dias corridos contados da data de divulgação dos dados.

O INEP traz algumas novidades para tornar o acesso aos dados levantados pelo SAEB menos técnicos e mais acessíveis às escolas, a fim de servirem de base para aprimorar as políticas públicas e as intervenções realizadas nas escolas.

O resultado final está previsto para ser divulgado no mês de agosto, após a análise dos recursos.