Home / Notícia / Coeed 2018
SECRETARIA DE EDUCAçãO DE NORDESTINA PROMOVE A III CONFERêNCIA MUNICIPAL DE EDUCAçãO
Publicação: 17/02/2018

A Prefeitura Municipal de Nordestina, via Secretaria Municipal de Educação, promoveu no dia de ontem, 16, nos turnos matutino e vespertino, no auditório da Câmara Municipal de Nordestina, a III Conferência Municipal de Educação.

Com cerca de 138 delegados, devidamente credenciados, o evento contou com as honrosas presenças do Prefeito Erivaldo Carvalho Soares, Secretário de Educação Ivan Nílson Peixinho, Vice-Prefeita Rosimeire Queiroz Damasceno,  educadores da Rede Municipal, representantes das Igrejas Católica e Evangélicas, lideranças comunitárias e do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Nordestina.

Em seu pronunciamento, o Prefeito Erivaldo Carvalho Soares falou que a conferência é o espaço democrático mais aberto à sociedade civil. Também destacou a motivação maior do processo educacional que deve ser focado no estudante e que os agentes educacionais de Nordestina estão dando os primeiros passos para a conscientização da sociedade local.

O primeiro palestrante, Prof. Renê Silva,  de Nova Itarana, Bahia, destacou os grandes desafios da educação nacional, nos tempos atuais, evidenciando  que as mídias sociais reproduzem informações inverídicas que, após repetidas vezes, passam a ser verdades para muitos. Também lamentou que 80% dos municípios brasileiros não possuem recursos próprios para a manutenção dos serviços educacionais. Destacou ainda que no contexto político atual existem dois movimentos de conferências (CONAE e CONAPE) por conta da ingerência do atual governo modificando a agenda da Conae 2018 e a composição do FNE a partir da publicação de um decreto em abril de 2017.
Renê fez ainda uma análise da conjuntura evidenciando a influência do movimento empresarial na elaboração e implementação de políticas públicas através sobretudo do Todos pela Educação, e questionou a temática proposta de "Consolidação do Sistema Nacional da Educação", quando, segundo ele, não se pode consolidar o que não existe, e portanto a luta ainda é de Instituir o SNE.

O segundo palestrante, Professor Jorge, começou os trabalhos com uma dinâmica de grupo envolvendo os presentes com uma música de Gonzaguinha e uma música da época de Juscelino Kubitschek.

Com uma retrospectiva educacional mundial, abordando Platão e outros filósofos, o palestrante fez um histórico formal sobre os passos iniciais da educação, no Brasil, dados pelos jesuítas, no Século XVI. Remontando ao momento atual, disse que o governo atual é `` governo da feiúra  e ilegítimo. `` Destacou que os novos agentes de poder trabalham para descontruir os avanços alcançados pela educação nacional.

Pela tarde, os participantes apreciaram os oito eixos temáticos da conferência e elegeram os delegados para a conferência estadual a ser realizada no próximo mês. 

Fonte: Folha Nordestina