Home / Notícia / Congresso sobre Tecnologias
UNDIME PARTICIPA DE SEMINáRIO SOBRE EDUCAçãO CONECTADA, EM RECIFE
Publicação: 01/09/2019

Começou na última quarta (28) e terminou nesta sexta-feira (30) o IV Seminário Nacional Educação Conectada e Congresso sobre Tecnologias na Educação, em Recife (PE). A Undime marcou presença no evento por meio dos coordenadores estaduais do Programa de Inovação Educação Conectada.

Na abertura, o presidente da Undime Pernambuco, Natanael José da Silva, Dirigente Municipal de Educação de Belém de Maria (PE), representou a instituição. O evento, promovido pelo Ministério da Educação (MEC), teve por objetivo oferecer formação continuada aos coordenadores da Undime e articuladores do Consed para o desenvolvimento de ações que se inserem na fase de expansão do Programa.

Além do presidente da seccional Pernambucana, participaram da mesa de abertura o secretário de Educação Básica, Jânio Macedo, representando o MEC; Frederico Amancio, secretário de Estado da Educação de Pernambuco e vice-presidente do Consed; e Alex Sandro Gomes, professor da Universidade Federal do Estado (UFPE).

Na ocasião, o porta-voz da Undime ressaltou a importância do Programa. "Nós entendemos a Educação Conectada como sendo uma estratégia, principalmente, para as escolas mais longínquas do estado e do país afora e como uma necessidade de se fazer uma política de educação voltada para essas novas ferramentas em se tratando da internet", afirmou Natanael. O Dirigente ressaltou ainda que a parceria com o MEC, estados, municípios e universidades é uma forma de garantir que aqueles que de fato precisam desse acesso à educação possam ter essas ferramentas facilitadas por meio do uso da tecnologia.

O secretário de Educação Básica reforçou que a parceria entre estados e municípios é positiva e defendeu a união e articulação entre os entes como forma de fortalecer e melhorar a qualidade da educação. "Se nós [MEC] verificarmos que os estados estão se unindo em busca de uma política que seja uniforme para a educação básica e os municípios da mesma forma, é esse o caminho que eu acredito que é o caminho do sucesso da nossa educação. Os estados e municípios se articulando e se unindo pra levar em prática as boas ações já existentes no país", afirmou.

O Educação Conectada está sendo implementado convergindo esforços entre órgãos e entidades da União, estados, Distrito Federal, municípios, escolas, setor empresarial e sociedade civil em três fases: indução, expansão e sustentabilidade. Pelo planejamento, as ações devem ser desenvolvidas durante 7 anos, de 2017 a 2024.

A Fase de indução, isto é, construção e implantação do programa com metas estabelecidas de atendimento, contemplou até agora 23 mil escolas, com investimentos de cerca de R$ 74 milhões. O objetivo, segundo Jânio, é ampliar para mais 10 mil escolas até o fim deste ano. Fora isso, das 6,5 mil escolas rurais contempladas com essa fase, a proposta do MEC é ampliar para 8 mil até o final de 2019, totalizando 41 mil escolas.

Jânio falou ainda sobre os repasses do Programa e disse que, apesar dos recursos ainda não terem chegado às escolas, que eventualmente concluíram o ciclo, o dinheiro está disponível.

"Acreditamos que a qualidade da educação básica passa, primordialmente, por uma acessibilidade e conectividade mais rápida", defendeu o secretário ao complementar que acredita que induzir o aluno a ter uma maior atratividade pela escola está diretamente ligado à internet de qualidade.

O representante do Consed também destacou a relevância do Programa. "Muito se discutia sobre conectividade, ferramentas, tecnologia, mas muito pouco se discutia sobre como isso se interligava com o dia a dia das escolas". Segundo Fred, novos recursos digitais são muito importantes, mas se não estiverem devidamente integrados ao cotidiano da escola e ao Projeto Político Pedagógico, não traz o resultado esperado.

Fonte: Undime