Home / Notícia / Educação Infantil
UNDIME BAHIA PRESENTE NO I ENCONTRO PRESENCIAL DO PMALFA 2019
Publicação: 08/08/2019

O estado da Bahia esteve representado no I Encontro Nacional Presencial do PMALFA 2019, promovido pelo Ministério da Educação (MEC), nos dias 06 e 07 de agosto de 2019, no auditório do Anexo do MEC, em Brasília/DF.

As Coordenadoras Estaduais do Programa Mais Alfabetização (PMALFA) Robélia Aragão e Célia Cunha, respectivamente indicadas pela UNDIME/BA e o CONSED/BA, fizeram-se presentes para acompanhar a pauta apresentada, a qual abordou: o acolhimento e apresentação de todos os presentes; Devolutiva da Fluência; o Portal de Monitoramento/Especialistas de Língua Portuguesa; Matemática e Fluência do Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora– CAEd/UFJF; apresentação da Equipe da Secretaria de Alfabetização (SEALF); apresentação da Política Nacional de Alfabetização; planejamento para Devolutiva de Resultados e encerramento e avaliação.

Foi acrescida a pauta as demandas trazidas pelos Coordenadores Estaduais, dentre eles a representante do estado da Bahia Robélia Aragão, a respeito da execução do Programa Mais Alfabetização (PMALFA) em cada estado, considerando os municípios e as escolas adidas. Na composição das demandas, situações como as inconsistências dos sistemas CAED e PDDE Interativo/SIMEC, a falta repasse financeiro às contas das Unidades Executoras, dificuldades para o cumprimento do cronograma propostos no que tange ao lançamento das respostas dos alunos no instrumento avaliativo proposto, a necessidade de apoio para a evolução de uma política voltada para a alfabetização e outros pontos específicos.

Com o intuito de atendê-los, a equipe do MEC, naquele momento na pessoa Coordenadora-Geral  de Aricélia Nascimento - Coordenação-Geral do Ensino Fundamental /Secretaria da Educação Básica,  requereu a presença e o apoio de representantes das equipes do PDDE Interativo, do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e a colaboração das secretarias presentes para que algumas questões fossem esclarecidas e/ou encaminhadas para a devida apreciação.

Foram pontuadas: as questões das análises cuidadosas das situações jurídicas e técnicas, para que sejam evitados erros; as situações de transições governamentais; a transição da equipe da Tecnologia da Informação do MEC para fazer a migração de dados/informações entre os sistemas do CAED e SIMEC; dentre outras pontuais.

O Secretário da SEALF, Carlos Francisco de Paula Nadalim, destacou em sua fala a importância de ter encontrado o teste de fluência no Programa Mais Alfabetização(PMALFA), já que a mesma é fundamental para alfabetizar a criança, pois ela precisa ler com fluência para compreender textos.

Também esclareceu que foi considerado na elaboração da Política Nacional da Alfabetização(PNA), a Base Nacional Comum Curricular, os currículos nacionais, a exemplo das experiências de Sobral, e internacionais e outros.

A Coordenadora - Geral Josiane Toledo Ferreira Silva, da  Coordenação-Geral de Avaliação Pedagógica – CGAP, fez a apresentação contextualizada da Política Nacional da Alfabetização e o  Coordenador-Geral: Renan de Almeida Sargiani,  da Coordenação-Geral de Neurociência Cognitiva e Linguística – CGNL, focou em sua fala as evidencias científicas para fundamentar a PNA. No decorrer das falas ocorreram as inferências pertinentes pelos coordenadores e outros presentes a respeito dos temas tratados.

Foram dois dias de trabalho com encaminhamentos a serem cumpridos pelos participantes, mas muitos pontos precisam ser mais esclarecidos, a saber, a Política Nacional da Alfabetização.

Para a coordenadora estadual da Bahia Robélia Aragão há uma necessidade de alinhamento das ações – proposta de trabalho do PMALFA  e as condições para assegurar a sua execução no chão da escola, por conseguinte, a PNA a partir de 2020  também necessitará dessa efetividade e de muito estudo para ser explorada,  compreendida e implementada. Ou seja, precisará haver diálogo com os atores e interlocutores do processo de alfabetização.