Home / Notícia / Capital da Educação
ESTADOS E MUNICíPIOS ESCOLHEM SALVADOR PARA LANçAR AGENDA DA APRENDIZAGEM
Publicação: 25/04/2019

Secretários estaduais e municipais de Educação dos 26 Estados e do Distrito Federal se reúnem em Salvador (BA), nos dias 25 e 26 de abril, para o lançamento nacional da Agenda da Aprendizagem. O documento elenca sete temas prioritários para a Educação Pública do país e suas frentes de trabalho. Durante os dois dias, os secretários vão participar de oficinas com técnicos do Ministério da Educação, para discutir integração de ações a curto, médio e longo prazos, a partir da Agenda da Aprendizagem. O evento faz parte do calendário de comemorações do Dia Mundial da Educação, comemorado em 28 de abril.

A Agenda da Aprendizagem está dividida em duas partes: uma voltada ao Ministério da Educação, com as demandas consideradas urgentes para os Estados e municípios. A segunda, com os temas estratégicos do Conselho Nacional de Educação (CONSED) e da União dos Dirigentes Municipal de Educação (UNDIME) para o biênio 2019/2020, tem como objetivo encontrar soluções em regime de colaboração.

O secretário da Educação do Estado da Bahia, Jerônimo Rodrigues, falou que o Nordeste começou a discutir esta Agenda de Aprendizagem durante encontro realizado neste mês, em Salvador, e considera que esta é uma pauta prioritária para todo o Brasil. “Este encontro puxado pelo CONSED e pela UNDIME é fundamental para que a gente possa discutir a Educação nacional e as mudanças que vêm acontecendo, bem como para tirarmos uma posição em relação aos interesses da Bahia e do Nordeste, pois já estamos construindo uma agenda de trabalho para 2019, casada com o CONSED”, afirmou Jerônimo.

O secretário destacou, ainda, a importância do regime de colaboração. “Temos uma meta estratégica, que é o regime de colaboração e que consiste em uma relação entre Estado, municípios e federação. No Estado da Bahia, temos uma outra vertente, que é forte e trata-se da criação, nos últimos dias, do consórcio dos governadores e nós, da Educação, temos que pautar os governadores para garantir conteúdos para esta agenda, para que eles possam, minimamente, dialogar entre si e com o Governo Federal”.

Fonte: Ascom SEC da Educação | Foto: Magno Bastos - UNDIME Bahia