Home / Notícia / Representatividade
WILIAMS PANFILE PARTICIPA DO LANçAMENTO PROGRAMA ESCOLA DO ADOLESCENTE EM BRASíLIA
Publicação: 27/11/2018

Com vistas a promover a aprendizagem significativa, reduzir a reprovação e o abandono dos alunos dos anos finais do ensino fundamental, por meio da construção de um ambiente escolar atrativo para os adolescentes e seus contextos, conforme os princípios da Base Nacional Comum Curricular - BNCC, aprovada e instituída por meio da Resolução CNE/CP nº 2, de 17 de dezembro de 2017, o Ministério da Educação – MEC lança, no dia 27 de novembro de 2018, o Programa Escola do Adolescente.

Esse Programa tem como objetivos específicos:

  • a melhoria do desempenho dos adolescentes em Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Ciências e Matemática, por meio de acompanhamento pedagógico específico;

  • a redução do abandono, da reprovação, da distorção idade/ano mediante a implementação de ações pedagógicas para aproximar a educação formal à cultura e  aos interesses dos adolescentes;

  • a melhoria dos resultados de aprendizagem dos anos finais do Ensino Fundamental;

  • a aproximação entre os projetos pedagógicos das escolas e os projetos de desenvolvimento pessoal e de carreira dos alunos; e

  • o desenvolvimento das dez competências gerais da Base Nacional Curricular Comum e das competências socioemocionais para o século XXI.

Para cumprir esses objetivos, o Programa oferecerá a formação aos gestores e aos professores, para a construção de uma escola conectada com os adolescentes e seus contextos, e apoio técnico por meio de ferramentas de gestão. O Programa estimulará que adolescente seja ouvido pela escola e que seja criado um ambiente mais próximo de seus interesses e prioridades, em que ele possa ser protagonista.

Serão priorizadas avaliações diagnósticas que permitam aos gestores e aos professores identificarem quais são os maiores pontos de melhoria da escola para, assim, elaborarem planos de ações que sejam capazes de superar esses desafios. O Programa também dará destaque a abordagens pedagógicas ativas para que os professores consigam estimular o protagonismo juvenil em suas aulas.